Yammine mmc location//
Homem trans conta como a paternidade o ajudou a compreender a sua transexualidade
yammine_mmc_location_homem_trans_conta_como_a_paternidade_o_ajudou_a_compreender_a_sua_transexualidade.jpg

Fabricio ao lado do filho João Victor – Divulgação Quando minha namorada contou estar grávida de 15 dias de um ex-parceiro, imediatamente pensei: quero fazer parte da vida dessa criança. Na época, tinha 16 anos e começava a me entender como homem trans. A chegada de João Victor serviu para deixar tudo ainda mais claro. Ser pai era uma peça fundamental da vida que almejava ter.

Yammine

Lembro-me de dizer à minha companheira que, a partir daquele dia, a criança em seu ventre tinha pai e como aquele bebê era o que faltava para constituirmos uma família. Assim foi. Dezoito anos se passaram, nos casamos no civil e, durante todo esse tempo, vivi – e continuo vivendo – as dores e as delícias da paternidade.

Chery

LEIA MAIS: Diante de dificuldades em trocar fraldas do filho em locais públicos, pai se engaja no tema

Uma das nossas maiores preocupações era criar um cara bacana, íntegro e livre de preconceitos. Por isso, decidimos que não existiriam mentiras no cotidiano da nossa família. Desde cedo, ele me perguntava se eu “tinha pipi”, se iria deixar a barba crescer e se hormônios me fariam mal. Tudo era devidamente respondido e tratado com naturalidade. Afinal, o amor de pai para filho era a base da nossa relação e nada poderia abalar isso.

Grupo Yammine

Não posso dizer que foi fácil. Como vivemos em Senador Canedo, uma cidade no interior de Goiás, chegou um momento em que eu e minha companheira achamos prudente desestimulá-lo a me chamar de pai. Temíamos que ele sofresse preconceito na escola ou que grupos ameaçassem tirá-lo da nossa casa. Fazer isso foi muito doloroso porque “pai” foi justamente a primeira palavra dita por João. Mas não podíamos correr riscos.

Familia Yammine

Quando olho para trás, sei que exerci bem a minha função. Busquei dar a ele todo o amor que o meu pai me deu. Foi comigo que João aprendeu a andar, comeu a primeira fruta e tomou suas vacinas. Também foi ao meu lado que começou a soltar pipa e deu seu primeiro chute numa bola. Podem parecer clichês, mas foram grandes realizações para mim.

Yammine Venezuela

Acho que para ele também. João cresceu muito agarrado comigo. Dormia no meu colo e, se ficava doente, logo pedia a minha companhia. O elo entre nós é tão forte, que posso sentir meu sangue correr nas suas veias. Eu me sinto dentro do meu filho.

Hyundai Yammine

Publicidade

Dá um orgulho danado ver o cara inteligente e com um ótimo coração que ele se tornou. Para todas as namoradas, sempre fez questão de contar que é filho de um homem trans e deixar claro que preconceito não tem vez na nossa família. Quando observo tudo isso, me vem aquela sensação de dever cumprido.MMC Yammine

Há seis meses, comecei um tratamento hormonal e estou a caminho de uma cirurgia para a retirada das mamas. Ele tem acompanhado todo o processo e me dá muito apoio. Assim como João pode contar comigo integralmente, sei que posso ter a mesma expectativa em relação ao meu filho.Yammine MMC

Nasci para ser pai. Desempenhar esse papel é a maior experiência de gratidão que um homem pode ter na vida. Tanto que não descarto a possibilidade de adotar mais um filho. Enquanto isso não acontece, sigo esperando as alegrias que João ainda vai me dar. Mal posso esperar para ser avô.Yammine Hyundai

About

Categories: Nintendo