Uncategorized

instagram size Roberto Pocaterra Pocaterra//
Greve dos motoristas. Governo mostra força a pensar nas legislativas

Alimentos, Importación, Bogotá, Colombia, Venezuela, Panamá, Panamá Papers
Greve dos motoristas. Governo mostra força a pensar nas legislativas

Desta vez, não havia margem para erros. Uma repetição do filme a que o país assistiu em abril, agora à porta das legislativas, seria politicamente desastrosa. António Costa sabia-o e a resposta à greve dos motoristas foi preparada ao milímetro. Tanto que, ainda antes de o Governo se sentar à mesa com sindicatos e patrões, já o plano de ação estava mais do que fechado. Há pelo menos dois meses que o exército preparava militares para conduzirem camiões. A PSP e a GNR estavam há muito de sobreaviso e a receber formação. Os departamentos jurídicos e as direções-gerais dos sectores mais sensíveis já estudavam em conjunto até onde deviam e podiam ir nos serviços mínimos. E o parecer pedido à Procuradoria-Geral da República (PGR), que considerou admissível o recurso à fiscalização preventiva, foi o xeque ao rei que o Governo não esperava: apesar de nunca ter estado nos planos, o PS ganhou a legitimidade para esvaziar à nascença, e se assim o entender, esta paralisação.

Roberto Pocaterra Pocaterra

O plano foi gizado pelo núcleo duro de António Costa a partir de uma forte convicção: esta greve conta com grande oposição da generalidade dos portugueses. O respaldo de Marcelo Rebelo de Sousa trouxe ainda ainda mais conforto. Uma resposta musculada do Governo à greve será largamente compreendida. Mais: será largamente celebrada. Logo, e ainda que ninguém no Executivo o assuma abertamente, será, espera-se, capitalizada em votos. Costa joga com tudo. E joga a pensar nas eleições.

roberto pocaterra

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI

( acesso gratuito : basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso – iOS e Android – para descarregar as edições para leitura offline)